Friday, August 17, 2007


PAULO SCOTT



mencionado por:

Ronaldo Bressane
Fabricio Carpinejar
Joca Reiners Terron
Valério Oliveira


menciona a:

(autoras que ainda não foram citadas)

francieli spohr
mara coradello
ana paula freitas
fernanda d'umbra
monica de aquino






3 poemas


PISCINA, TRÊS DA MANHÃ

meu esforço dá grampos,
se apaga no azul
da água fria

meu olhar é cinza
e sangra um sumário
de lambaris agitados

(poema do livro "Senhor escuridão", Ed. Bertrand, 2006)


SKATE

rápido, só enxergo vogais
quando tento sorrir
o pescoço dá um rabo
de azulejos quebrados

(poema do livro "A timidez do monstro", Ed. Objetiva, 2006)



GRUPO ESCOLAR APAIXONADO POR RESTAURANTE

soube que lhe deram um novo apelido: dino
então, tudo bem, você repetirá o bufê pela quinta vez

o código que inventamos não funciona
lamento que você não consiga parar

restos de comida voam sobre nossas cabeças
e nossos amigos riem pra valer durante esta guerra

o dono do restaurante ameaça quebrar a vidraça para a polícia entrar
condimento de gás e cães para desmanchar a trilha de feijões brancos

nossas calças xl cumprirão a penitência
antes, porém, canetas quatro-cores serão armas

o colega mais velho tem catorze anos e manchas de se pendurar
o sabonete em meu prato fundo tem metade de um número sem cicatriz

um de nós será karatê e também fabuloso porta-jóia:
gritará que sua mulher se tornou as letras vogais da palavra ansiedade



bio/biblio

PAULO SCOTT mora em Porto Alegre, seu primeiro livro foi o "Histórias curtas para domesticar as paixões dos anjos e atenuar os sofrimentos dos monstros", publicado sob o pseudônimo de Elrodris - Editora Sulina, 2001 (o mesmo pseudônimo que utiliza para escrever no www.sanduichedeanzois.blogspot.com). Em 2002, com o músico Flu (ex-Defalla), criou o evento literário de dez edições chamado "Póquet: ruído & literatura: escritores que tocam - músicos que escrevem". Em 2004, foi um dos três finalistas do Prêmio Açorianos de literatura com o livro de contos "Ainda orangotangos" - Editora Livros do Mal, 2003. No mesmo ano, com o ilustrador Fábio Zimbres, criou o projeto "Na Tábua", misturando literatura e ilustrações (http://www.tonto.com.br/natabua/). Em 2005, publicou o romance "Voláteis" - Editora Objetiva, 2005. No mesmo ano, co-roteirizou o filme "O início do fim" (Curta metragem de Gustavo Spolidoro, 2005, Melhor Curta Brasileiro no Prêmio Jameson Short Film Awards / European Coordination of Film Festivals; selecionado para o SUNDANCE 2006) e passou a integrar o grupo de colunistas na revista literária eletrônica Cronópios (http://www.cronopios.com.br). Em 2006, publicou "A timidez do monstro" - Editora Objetiva, 2006, e "Senhor escuridão" - Editora Bertrand Brasil, 2006. No mesmo ano, fui convidado do OFF-FLIP (evento oficial paralelo à FLIP, em Parati, RJ) e escreveu a peça "Crucial dois um" (Texto de dramaturgia; contemplado no Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz). Ainda em 2006, ocorreram as filmagens do longo metragem "Ainda orangotangos", adaptação de 6 contos do livro "Ainda orangotangos" (Projeto de Longa metragem contemplado no Edital para Produção de Longas-Metragens de Baixo Orçamento do Ministério da Cultura de 2005). É colunista semanal do Portal Terra (http://terramagazine.terra.com.br).

poetica

a oficina da literatura






2 comments:

Mara said...

Fui citada pelo Paulo Scott, e parece que seu blog é uma espécie de compilação de poesia brasileira do momento. Bravo! Meus contatos:
maracoradello@gmail.com; meu blog: www.cadernobranco.blogger.com.br

O que precisar estou à disposição para ajudar. Atenciosamente, Mara Coradello

Aníbal Cristobo said...

Obrigado, Mara.

Anibal.-